“Eu não consigo escrever nada importante em 140 caracteres!”

André Paulo Corrêa de Carvalho

Eu não consigo escrever nada importante em 140 caracteres! Será que tem algo errado comigo? Ou será que todo mundo anda um pouco preguiçoso para se comunicar? Será o modo econômico de escrita o melhor? Penso que não, mas acho isso, sabedor de que posso estar errado, afinal não gosto muito de futebol, samba e carnaval e a maioria das pessoas parecem gostar muito disso aqui no Brasil. Provavelmente estou errado sobre muitas coisas e é bem provável que esteja sobre o twitter, mas será possível traduzir a importância social e cultural do futebol, samba e carnaval em 140 caracteres? Gosto mesmo é dos aforismos, sentenças concisas de grande impacto, como os de Hipócrates, mas não existem aforismos que valham muito a pena ler no twitter.

Pare o mundo que eu quero descer! quero subir em um outro mundo em que a maioria das pessoas se interessa por textos profundos. Não dá para ser profundo em 140 caracteres, e se der não estou interessado neles, dá muito pouco trabalho ler 140 caracteres. Zygmunt Bauman tem razão a modernidade é liquida…e rasa.

Onde estão os livros e jornais que ficavam embaixo dos braços das pessoas? Os livros e jornais adoram sovacos! As escolas da pós modernidade estão certas, ninguém precisa mais de armários para colocar os livros, pois cabe tudo em um pen drive. Eu adoro livros, gosto até do cheiro de livros, não de sovacos! Pen drive tem cheiro de quê?

A minha maior dificuldade como professor, ultimamente, é ensinar aos meus queridos alunos que é preciso esforço e dedicação para construir uma base intelectual suficiente para debater sobre o mundo que nos cerca. Ainda é necessário ler e pensar profundamente sobre um assunto para não ser raso.

Instrumentos profundos como a psicanálise me parecem o oposto do que é representado pela linguagem sintética do twitter. Como alguém pode twittar sobre o real, o simbólico e o imaginário (homenageando Lacan) e valer a pena ser lido? Só o que nos toca profundamente pode revelar o que está dentro de nós: aquilo que esquecemos que sabíamos.

André Paulo Corrêa de Carvalho – Psicanalista – andretubaro@yahoo.com.br

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s